15 de fevereiro de 2012

MÊS DE FEVEREIRO-VENEZUELA!

Este mês decidi representar um país que é muito querido na minha família (lado paterno) e que foi também onde  nasceu o meu Amor e lá viveu alguns anos:) - a Venezuela! 

A gastronomia venezuelana é uma expressão da simbiose das raízes indígenas, européias e até africanas, que virou uma cultura culinária autóctone, com características próprias, rica em aromas e sabores.
Como nação de gado, a cozinha deste país sul-americano está baseada na abundância de pratos com carnes e também sobressai o uso da farinha de trigo, o milho, os tubérculos e os condimentos, que derivam em pratos extraordinários. Os mais representativos na Venezuela são arepas, cachapas, Pabellón Criollo, hallaca, tequeños e empanadas. 
A variedade culinária é grande, mas o emblema da Venezuela é mesmo a arepa.


 Os bolinhos fritos ou grelhados são crocantes por fora, têm recheios diversos, são a base do café da manhã e dos lanches. Sua versão cozida em água, e em formato semelhante ao quibe, é o bollito.
Tem forma achatada circular e cerca de dez a vinte centímetros de diâmetro. É um prato tradicional também no Panamá e Porto Rico. Conseguiu uma dispersão significativa nas Ilhas Canárias, consequência do regresso de imigrantes provenientes da Venezuela. Nestas regiões, é utilizada para acompanhar outros pratos, como o pão. Além de sozinha, também é costume comê-la recheada. Sua preparação remonta aos antepassados indígenas que plantavam, colhiam e processavam o milho. Moíam-no entre duas pedras - uma lisa e outra plana - e, em seguida, criavam pequenas bolas que assavam em um "aripo" (espécie de placa de argila com leve curvatura, que é utilizada para cozinhar), daí a derivação da palavra arepa.
 As arepas são elaboradas de várias maneiras, em depedência do território de origem: delgadas na região andina, mais grossas na central e grandes na zona oriental. Da mesma massa que se obtém a arepa se fazem as empanadas, que também se recheiam com carnes, presunto e outros produtos, enquanto da farinha de trigo se obtêm os tequeños, uns rolinhos com queijo, muito degustados antes de uma comida ou como complemento a uma bebida.
Fonte: www.prela.nexus.ao e www.folhape.com.br

Particularmente quem me deu a conhecer as arepas foi a minha querida avó paterna:) mais tarde quando comecei a namorar descobri que o meu namorado maravilhoso também as sabe fazer (para além de muitas outras coisas) e portanto resolvemos fazê-las:) fizemos os dois as arepas (mais ele:) ) e eu tratei do recheio que como viram pode ser variado! eu optei pelo recheio de carne que a minha avó me ensinou e que...com as especiarias certas, fica de bradar aos céus:)

 Este foi o resultado:
Ingredientes:

Farinha P.A.N (própria para este tipo de pratos)

água morna
1 pitada de sal
 

Preparação:Colocar uma pequena quantidade de farinha numa tigela. Adicionar àgua morna e  uma pitada de sal. Misturar com uma colher e quando formar uma pasta envolver com as mãos limpas a secas. Amassar a farinha e a água com as mãos até que a mistura fique completamente ligada e sem grumos.

Se ficar muito liquida adicionar um pouco mais de farinha.
Se ficar seca demais colocar um pouco mais de água.

Fazer bolas achatadas com cerca de 1cm de espessura nao mais.Colocar um pouco de oleo numa frigideira mas pouco e fritar cerca de 10 minutos.Depois de todas fritas abre-se na horizontal e é hora de rechear:) Pode colocar queijo e fiambre, ovo frito e salsicha, carne picada , frango e outras carnes, atum....é um mundo de sabores por descobrir!:) divirtam-se e ...sejam felizes!:)


Relembrando:
Mês de janeiro:Suiça-Fondue de queijo. 


3 comentários:

A Paixão da Isa disse...

eu ja comi e adorei pois tenho aqui uma amiga que esteva la muitos anos e quando ela faz la estou eu pois ela convida-me sempre pois sabe o quanto gos to adorei os teus que ficarao muito bons parabens bjs

coradinha disse...

olá:) pois eu adoro-as sao mesmo deliciosas! ainda bem que a minha avó e o meu namorado me deram a conhecer esta receita maravilhosa:)

Colombiano disse...

Oi mi gata!

Li agora com atenção o teu texto sobre arepas e é muito boa esta tua ideia de dar a conhecer a história da origem dos pratos.
Este particularmente me diz muito como sabes e adorei mesmo o recheio. Estaban muy ricas !!! :P